Tempo de fazer discípulos

Texto base: Mateus 4. 17-22

planta

O pensador cristão John Maxwell, ao falar sobre a liderança de Jesus, diz que “Ele nos chamou não para sermos seus seguidores, mas para sermos seus discípulos”.  J. Vernon MacGdee, comentarista bíblico, afirma que os evangelhos apresentam três tipos de chamados: para a salvação (João 1.35-51), para o apostolado (Mateus 10.1) e para o discipulado (Mateus 4.18-22). Neste evento relatado no capítulo 4 do Evangelho de Mateus, Ele observou e chamou quatro pescadores na região do Mar da Galileia: André, Pedro, João e Tiago para que se tornassem “pescadores de homens”. Diz ainda que esses pescadores, ao ouvirem o chamado, deixam tudo e passam a seguir Jesus imediatamente.

O que nos é perceptível é a urgência de irmos a todas as nações para anunciar o Evangelho, mas a imperiosa necessidade de fazermos discípulos. Por isso, é Tempo de Fazer discípulos! E, para fazer discípulos, em primeiro lugar, é preciso estar comprometido com o chamado de Jesus (v. 20). Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no”. Os pescadores eram homens de negócios e estavam trabalhando quando Jesus os chamou. E, diz a Bíblia, que eles atenderam a esse chamado imediatamente. O chamado para o discipulado é irresistível! Outro aspecto que devemos considerar é que Deus chama gente ocupada, portanto, não devemos colocar obstáculos para o chamado do Senhor. Ele nos chamou para sermos seus discípulos e, por conseguinte, discipuladores do Seu reino. Podemos ver outros personagens bíblicos que serviram ao Senhor, foram chamados com propósitos específicos quando estavam realizando outras ocupações: Moisés estava cuidando das ovelhas no Sinai (Êxodo 3.1-14); Amós estava nos campos de Tecoa tratando do gado; Davi estava pastoreando as ovelhas; Gideão foi chamado quando estava malhando trigo no lagar (Juízes 6.1).

Em segundo lugar, para fazer discípulo é preciso estar comprometido com o reino de Deus (v.17). “Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo reino dos céus”. A expressão “reino dos céus” é encontrada 32 vezes no Evangelho de Mateus, enquanto a expressão reino de Deus é usada apenas 5 vezes. Isto por uma questão de reverência ao santo nome do Senhor, os judeus não pronunciavam o nome de “Deus”, substituindo-o por “céus”. Sendo assim, Mateus usar a expressão “reino dos céus”, para dizer: “reino de Deus”. Reino significa no Novo Testamento “autoridade e poder”, não um lugar ou territótio. Portanto, reino dos céus ou reino de Deus significa “governo de Deus”.  Significa que fomos chamados para proclamar o “Reino que está próximo”, e fazermos discipulos para que o reino cresça. Daí, por nos constituir reino, sacerdotes para o nosso Deus.

Em terceiro lugar, para fazer discípulo é preciso estar comprometido com vidas (19). “Vinde após mim e vos farei pescadores de homens”.  Em Lucas 5. 10, na pesca mararilhosa Jesus disse a Pedro: “Não temas; doravante serás pescadores de homens”. Pela analogia da fé podemos dizer que o mar seria o mundo, os peixes os homens. Deus nos chamou para sermos agentes de transformação neste mundo. Devemos estar comprometidos com pessoas que necessitam de cuidados espirituais e também da graça de Deus. Diante disso, a aplicação que podemos abstrair para as nossas vidas é que, os quatro pescadores, agora discípulos de Jesus coolocaram em primeiro lugar o Reino de Deus (20 e 22). E isto, é promessa de Jesus: “E eis que estarei convosco todos os dias até a consumação do século” (Mateus 28.20).

Pr. Francisco Chaves dos Santos


Questões para edificação

1. Você está disposto a anunciar o reino de Deus e fazer discípulos? Você entende ser este o chamado de Deus para a sua vida?
2. Você, que está começando agora na célula ou na igreja e que ainda não fez o discipulado, está disposto a começar e a aprender mais sobre Jesus?

*Boletim da Igreja Presbiteriana de Manaus, n° 956. Publicado em 17 de maio de 2015.
Tempo de fazer discípulos
Tagged on:                                                     

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *