Água viva flui no sertão da Paraíba

em1O trabalho missionário em Coremas, sertão da Paraíba, começa 2015 com uma grande vitória: os irmãos em Coremas receberam doação de três lotes de terra, formando um terreno de aproximadamente 20×30 metros. Com essa doação, a Igreja Presbiteriana de Coremas poderá iniciar a construção do seu próprio templo.

A igreja de Coremas nasceu do desejo de evangelizar o sertão nordestino e de uma conversa entre o Pr. João Wilson e Rita de Cássia, que sonhava em ganhar sua família para Cristo. A partir dessa conversa, o Senhor foi abrindo portas e em 2011, o Pr. João Wilson foi a Coremas. Durante a viajem, as primeiras relações de amizades foram criadas. De lá para cá já foram realizadas cinco viagens missionárias. Na quinta viajem aconteceu a inauguração da Igreja Presbiteriana de Coremas. . A igreja funciona em um galpão alugado, mas com a doação dos lotes será possível construir o templo.

Hoje, com um pouco mais de três anos e aproximadamente cem pessoas congregando, a Igreja Presbiteriana de Coremas possui sete células familiares: três células de adultos e duas infantis na cidade, além de duas células de adultos na zona rural. Grande parte da família de Rita já está na igreja

Para o ano de 2015, a IPManaus pretende aumentar o número de visitas a Coremas. “A ideia é realizar ações sociais com cunho evangelístico, levando médicos, dentistas e também a construção de um poço artesiano na zona rural, porque lá as pessoas não tem água potável. Elas retiram água de um açude que recebe os esgotos de várias cidades”, explica o pastor.

Testemunho:

“Quando o nordestino se converte é pra valer, porque sabe que está deixando uma vida de idolatria pra viver pra Cristo. A gente percebe a conversão genuína das pessoas, os milagres que Deus tem realizado em suas vidas”, conta o Pr. João Wilson.

*Publicado em: Boletim da Igreja Presbiteriana de Manaus, n°940, no dia 25 de janeiro de 2015

Água viva flui no sertão da Paraíba
Tagged on:                     

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *