O amor jamais acaba

Texto base: 1 Coríntios 13.1-8

FOTO DE CAPA BOLETIM2

Que tipo de amor jamais acaba? No Novo Testamento, existem três palavras gregas para “amor”: eros, phileo e ágape.

Quando, nos primeiros anos de casamento, o marido diz “eu te amo” para a esposa, o que ele quer dizer? “Você é cheirosa, bonita, desejável”. E a esposa, quando diz “eu te amo”, o que ela quer dizer? “Você é bonito, desejável, me trata bem, me dá presentes”.

Segundo o Pr. Adão Carlos Nascimento, autor do livro “Oficina de Casamentos”, a diferença entre amor e paixão no casamento é a seguinte:

Paixão – É atração física, romantismo, obsessão de um pelo outro, sentimento forte, impetuoso, arrebatador, que impulsiona uma pessoa a se envolver emocionalmente, afetivamente e sexualmente com outra pessoa;

Amor – É autodoação, ajuda mútua, compreensão mútua, fidelidade, sentimento forte e impetuoso que leva um cônjuge a oferecer ao outro o melhor que puder, mesmo que isso lhe custe sacrifício.

A poetisa Dani Duarte também distingue os significados de amor e paixão: “Paixão é euforia, amor é calmaria. Paixão é súbita, amor é progressivo. Paixão é agressiva, amor é delicado. Paixão é vendaval, amor é brisa. Paixão vinga, amor perdoa. Paixão é dor, amor é alívio. Paixão é doença, amor é saúde. Paixão é loucura, amor é cura”.

Alguém também disse que “paixão é como um frasco de perfume aberto”. Ao contrário, os atributos do amor são:

  1. Paciente – tem autocontrole, é lento em irar-se;
  2. Benigno – vê o que o outro tem de melhor, aprecia e incentiva;
  3. Não arde em ciúmes – respeitoso, trata o outro como gente importante;
  4. Não se ufana – não se vangloria;
  5. Não se ensoberbece – reconhece que precisa do outro;
  6. Não se conduz inconvenientemente – não se mostra vil, rude ou brutal;
  7. Não procura os seus interesses – é generoso e altruísta;
  8. Não se exaspera – não se irrita com coisas insignificantes;
  9. Não se ressente do mal – não é vingativo;
  10. Não se alegra com a injustiça –
  11. Regozija-se com a verdade –
  12. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta;
  13. O amor jamais acaba.

O amor se compromete, vai para o altar e focaliza sua vida em um relacionamento até que a morte os separe. É normal, depois do casamento, um querer mudar o outro, e o que acontece é que vão surgindo conflitos: hostilidades e ressentimentos. Que o Senhor nos ajude a compreender um ao outro, exaltando as virtudes e sendo pacientes com os defeitos.

Em Cristo,

Pr. José João Mesquita


Questões para edificação

1 Coríntios 13.1-8

  1. Comente as diferenças entre amor e paixão explicadas no editorial.
  2. Escolha uma frase do poema de Dani Duarte e compartilhe na célula o que você pensa a respeito.
  3. Compartilhe uma frase sobre os atributos do amor, listados pelo Pr. Adão Carlos Nascimento.
*Boletim da Igreja Presbiteriana de Manaus, n° 958. Publicado em 31 de maio de 2015.

 

O amor jamais acaba
Tagged on:                                                 

3 thoughts on “O amor jamais acaba

  • 26 de fevereiro de 2016 at 14:18
    Permalink

    Bom dia!
    Estou muito triste depois que li esse estudo sobre o amor por esta quase me separando. Não soube amar como devia só Deus pra ter misericórdia.
    João Paulo.

    Reply
    • 18 de maio de 2016 at 14:16
      Permalink

      Olá João Paulo, desculpe me intrometer no seu comentário.
      Como está sua situação?
      Se desejar conversar segue meu e-mail. [email protected]
      Paz.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *